Exame de Raio-X: Saiba tudo sobre a Radiografia

O exame de raios-X, também conhecido como radiografia, é fundamental na medicina diagnóstica. O método de imagem, desenvolvido por Wilhelm Conrad Roentgen em 1895, é uma forma de radiação eletromagnética de alta energia.

Os exames de raios-X são o primeiro método de diagnóstico de imagem conhecido e continuam sendo amplamente utilizados para auxiliar no diagnóstico de condições que afetam os ossos e os tecidos de maior densidade. Também são valiosos na detecção de certas condições pulmonares e abdominais, como pneumonia, tuberculose e obstruções intestinais.

Esses exames têm diversas aplicações, desde a identificação de fraturas ósseas, o diagnóstico de sinusites, desvio de septo, a avaliação de tumores até a localização de corpos estranhos no corpo.

Além disso, são fundamentais em procedimentos dentários para detectar cáries e outros problemas.

Como funcionam os Raios-x

O funcionamento desse exame é baseado na capacidade dos raios-X de atravessar tecidos moles e serem absorvidos de maneira diferente por ossos e outros materiais densos. 

Um feixe de raios-X é direcionado através da área do corpo a ser examinada. Parte dessa radiação ionizante é absorvida pelos tecidos, enquanto outra passa através do corpo, atingindo um detector do outro lado.

As informações coletadas pelo detector são transformadas em uma imagem por um computador em tons de branco, preto e cinza, revelando as estruturas internas do corpo.

Principais tipos de exames de Raios-X

Os exames de raios-x são versáteis, oferecendo registros de várias partes do corpo, tais como tórax, coluna, pulmão, crânio, face, abdômen, membros inferiores e membros superiores, avaliando articulações e ossos específicos.

Na radiografia convencional, a forma mais tradicional e ainda utilizada, as imagens bidimensionais são registradas em filmes radiográficos, por meio de processo químico. Os detectores eletrônicos estão integrados diretamente ao equipamento de raios-x.

A radiografia digital é uma tecnologia mais avançada que substitui o uso de filmes por detectores eletrônicos para capturar e processar imagens. Este detector converte os raios-X em sinais elétricos que são processados digitalmente e de forma instantânea para gerar uma imagem em computador, que podem, inclusive, ser compartilhadas.

Como interpretar os resultados dos Raios-x

A interpretação de exames de raios-X é feita por profissionais de saúde. As diferentes densidades dos tecidos aparecem em tons de cinza nas imagens. O ar aparece preto, os tecidos moles variam de cinza claro a escuro, enquanto os ossos são brancos.

O conhecimento profundo da anatomia humana é essencial para identificar variações normais e anomalias. Os resultados são interpretados em conjunto com os sintomas do paciente e outros exames para formar um diagnóstico abrangente.

Comparar os resultados com exames anteriores é uma etapa importante para avaliar mudanças ao longo do tempo, no caso de monitoramento de doenças.

A interpretação precisa dos resultados é fundamental para orientar o tratamento adequado e melhorar os resultados clínicos.

Essas informações são de caráter informativo e não substituem a avaliação médica para um correto diagnóstico.

Agende seu exame de Raios-X no Labs a+

O exame de Raios-X precisa ser previamente agendado e cada tipo pode ser feito em uma unidade diferente. Entre em contato com a Central de Atendimento do Labs a+ e agende agora mesmo seus exames de imagem na unidade mais próxima de você.


08/01/24

08 de janeiro de 2024

Compartilhar:

Últimas Notícias

    Ver todas as notícias