Ferritina e sua função para a saúde

A ferritina é uma proteína produzida pelo fígado, importante no metabolismo do ferro, com a capacidade de armazenar e liberar o ferro quando o corpo necessita.

O ferro está associado à produção de hemoglobina, a molécula responsável pelo transporte de oxigênio no sangue. A ferritina age como uma espécie de cofre, armazenando ferro quando os níveis estão elevados e liberando-o quando o corpo precisa. Essa regulação rigorosa dos níveis de ferro fornece equilíbrio para a saúde, pois o excesso ou a deficiência de ferro podem causar problemas significativos.

Este exame tem indicação no diagnóstico diferencial das anemias e no acompanhamento das alterações de armazenamento de ferro. A proteína também se eleva inespecificamente em processos inflamatórios.

Consulte o preparo e informações sobre esse exame com a nossa central de atendimento ou clicando aqui.

Esse material tem caráter informativo e não deve ser utilizado para diagnóstico ou substituir uma consulta com médico especialista.

Coleta da amostra para ferritina

A coleta é feita como em um exame de sangue comum. É retirada uma pequena amostra de sangue do paciente, preferencialmente da veia do antebraço, e o material é enviado para análise em laboratório.

Em geral, recomenda-se ao paciente que informe qualquer medicamento e suplemento, como a biotina em uso antes de realizar a dosagem da ferritina.

Este exame requer um jejum mínimo de três horas.

Valores referenciais dos níveis de ferritina

Os valores considerados normais de ferritina no sangue variam de acordo com o sexo e a idade:

  • Recém-nascidos: de 25 a 200 microg/L

    • 1 mês : de 200 a 600 microg/L

    • 2 a 5 meses : de 50 a 200 microg/L

    • 6 meses a 15 anos : de 10 a 150 microg/L

  • Sexo Masculino: de 26 a 446 microg/L

  • Sexo Feminino: de 15 a 149 microg/L 

Situações nas quais o exame de ferritina pode ser solicitado

O exame de ferritina pode ser solicitado quando há necessidade de acompanhamento dos seus níveis no corpo, como na investigação da anemia por deficiência de ferro, hemocromatose (doença na qual há excesso de ferro nos tecidos), nas doenças hepáticas, entre outras.

O que significa valores alterados de ferritina?

Níveis baixos de ferritina podem indicar anemia por deficiência de ferro, com sintomas como fadiga, fraqueza, tontura e palidez, a depender dos níveis encontrados e do tempo de evolução.

Níveis elevados podem indicar acúmulo ou excesso do ferro, nocivo para os tecidos. Um exemplo de doença na qual há excesso de ferro nos tecidos é a hemocromatose.

Faça seu exame de ferritina no Labs a+

O exame de ferritina não exige agendamento prévio. Faça seu procedimento na unidade do Labs a+ mais próxima de você. Você também pode agendar a coleta em casa ou no seu trabalho, com o serviço de atendimento móvel a+ até você. Entre em contato pelo nosso canal no WhatsApp para tirar suas dúvidas.


01/01/24

01 de janeiro de 2024

Compartilhar:

Últimas Notícias

    Ver todas as notícias